20060123

C:\>Fotografias de Stanley Kubrick_


Olá apreciadores da sétima arte!

Li num artigo do Jorge Calado, publicado no Expresso desta semana, que foi disponibilizada ao grande público uma selecção de fotografias de Stanley Kubrick. As fotografias foram publicadas num livro da autoria de Rainer Croner que se intitula: “Stanley Kubrick, Drama & Shadow: photographs 1945-1950”. A edição é da Phaidon, já de 2005, mas chega a Portugal agora.

Uma das curiosidades deste livro é precisamente o facto de incluir a vinda de Kubrick a Portugal, em Maio de 1945, ao serviço da “Look”. Por terras lusas o cineasta dá especial atenção às viuvas da Nazaré, interessando-se apenas pelos aspectos mais provincianos do país, numa abordagem já explorada por outros fotógrafos e não tida em boa conta por alguns. E porque não focar os aspectos citadinos de Lisboa, ainda que menos arrebatadores que os de Nova Iorque? Acho interessante o que Jorge Calado escreve a este respeito: “Queremos ser iguais aos outros e temos vergonha da diferença. O português só se vira para o Portugal dos pobrezinhos e da resignação dos lenços pretos por opção política. Na nossa realidade pseudo-abastada, esquecemo-nos que quem não vê é como quem não sabe. Preferimos segregar a nossa tristeza para os guetos. O estrangeiro não tem os mesmos preconceitos. Vê a vida a cinzento e intui a sua presença no outro e no diferente”.

Outro aspecto interessante do artigo é o apontar para a escassez de realizadores, que marcaram o Cinema, a contundir a história da Fotografia. Aponta-nos para a curiosidade de existirem vários filmes de culto que se centram na fotografia, ou na figura do fotógrafo – Naked City, de Jules Dassin; Funny Face, de Stanley Donen e Fred Astaire; e Blow-Up, de Antonioni (e confesso que este foi o único que eu vi) – mas como fenómenos sem qualquer reflexo na carreira dos realizadores.

Por outro lado, quando surgem realizadores/fotógrafos existe grande disparidade entre a criação das suas acções e os motivos escolhidos para os stills. São focados o exemplo das paisagens de Kiarostami e a maior habilidade de Wenders para a criação de stills do que propriamente para a acção.
Eu pergunto se Leni Riefenstahl não poderia ser aqui considerada. É indiscutível a sua importância na história da Fotografia. Já os seus filmes não sei se serão emblemáticos por uma razão mais histórica do que relacionada com aspectos de inovação ou da qualidade da realização.

Mas o mais importante é que Stanley Kubrick entra, com estas imagens, para o grupo dos realizadores/fotógrafos. Jorge Calado incita-nos a esquecer os textos que acompanham as fotografias e a focarmo-nos somente nas imagens e na ambiguidade que elas encerram, aludindo a que aqui pode existir um paralelismo entre o trabalho de Kubrick, como cineasta, e de Kubrick, como fotógrafo. As fotografias são ambíguas, “não existe uma verdade preto no branco, tudo é cinzento”

Mas independentemente da (i)relevância que determinados cineastas possam ter na história da fotografia, a realização de acções obriga ao dominio da imagem. Em Stanley Kubrick é apontada essa qualidade desde a publicação da sua primeira foto, na “Look”, com escassos 17 anos.

Espero que tenham ficado curiosos

5 Comments:

Blogger nuno SHARE

jp em primeiro lugar bem-vindo. Excelente estreia, a deixar água na boca para os próximos posts.

Se ainda n viste o "La Jetée" de Chris Marker (http://www.imdb.com/title/tt0056119), aconselho-te para q vejas o q é um filme feito apenas com stills...

A Leni Riefenstahl claro q entra em qualquer livro de história como uma das principais figuras do cinema político/propaganda. ah tb realizou um filme aos 100 anos:) será q o oliveira bate este recorde?

1/23/2006 10:33:00 da manhã  
Blogger chica SHARE

Tive a oportunidade de ver essa exposiçao ao vivo em valladolid em 2001 ou 2002. Sem dúvida que vale muito pena...
A única coisa que pergunto é porque é que essa exposiçao (segundo me recordo) nunca esteve em Portugal?

1/23/2006 10:39:00 da manhã  
Anonymous S0LO SHARE

Fiquei curioso, sim senhor :D. Vou-me informar.

Abraço

1/24/2006 12:07:00 da manhã  
Blogger JP SHARE

Obrigado pelos comentários
Pode ser q as fotos ainda estejam a dar a volta ao mundo e passem por Portugal
Abraço

1/24/2006 01:13:00 da tarde  
Blogger Gonçalo SHARE

Bela estreia. Em memória do mestre resolvi começar a minha nova rúbrica com ele.

1/28/2006 03:09:00 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home